sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

domingo, 1 de janeiro de 2017

ANO NOVO, VIDA NOVA...

Ano novo, vida nova. O que muda nos bolsos das famílias?

O ano que agora começa traz várias alterações para as famílias, como a redução faseada sobretaxa de IRS, o aumento de pensões e do salário mínimo e subidas de impostos sobre o património e o consumo.
Entre as principais medidas introduzidas com o Orçamento do Estado para 2017 está o fim da sobretaxa em sede de IRS para o segundo escalão de rendimentos (entre 7.091 e 20.261 euros anuais) e a redução faseada para os restantes escalões, bem como o aumento de todas as pensões em linha com a inflação até os 838,44 euros, e uma subida extraordinária, em agosto, para as pensões até 631,47 euros.

Em 2017, haverá, por outro lado, um aumento de impostos indiretos, como o novo adicional ao IMI, que vai tributar o património imobiliário de elevado valor, e o novo imposto sobre refrigerantes, que vai aumentar o preço das bebidas açucaradas.
A uma semana o final do ano, o Governo e os parceiros sociais chegaram a acordo também para o aumento do salário mínimo para 557 euros a partir de janeiro de 2017, uma medida que será compensada com a redução da Taxa Social Única (TSU) paga pelas empresas.