CAMINHADA DO PAI NATAL!

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

REVEILLON NA FIGUEIRA DA FOZ 2017/2018...

Já são conhecidos os cabeças de cartaz para as festas de passagem de ano na Figueira da Foz 2017-2018.
29 DEZ | Diogo Piçarra
30 DEZ | David Carreira
31 DEZ | Pedro Abrunhosa 

A passagem de ano 2018 na Figueira da Foz vai animar os locais com um programa excelente e que supera as espectativas neste ano de crise. Afinal, ainda é possível encontrar bons programas!
Então vamos começar pela parte musical, visto ser essa uma das peças fundamentais numa boa passagem de ano. O Forte de Santa Catarina foi o local escolhido para a noite mais festiva do ano e a escolha musical não poderia fazer mais sentido. Foi escolhida uma banda local, chamada “VÍRUS Music” que promete fazer uma grande festa, logo a partir das 22:30 numa tenda dentro do forte. Ao soar das 12 badaladas começa o espetáculo piromusical que irá durar cerca de 10 minutos – afinal, o que seria de uma passagem de ano sem fogo de artifício? Para os mais resistentes a festa continua novamente na tenda do Forte com vários DJ’s até de madrugada.
Mas como não só a música faz falta nestas alturas festivas, o programa da passagem de ano 2018 na Figueira da Foz inclui um rally de fim de ano Hotel Mercure! Mas não vai ser uma mera prova – o programa é de 3 dias! No dia 30 é a receção dos concorrentes, dia 31 é a prova de estrada, que é feita em duas provas (uma antes e outra depois do almoço) e a prova de perícia que terá lugar na Avenida de Espanha, por último, haverá uma prova complementar e um jantar de encerramento para os participantes. Tristemente as inscrições já estão fechadas mas há sempre a possibilidade de assistir e, quem sabe, não se repetirá a prova no próximo ano (visto que esta é já a sua sexta edição).
Mas, como tínhamos dito no início deste artigo, a Passagem de Ano 2018 na Figueira da Foz este ano é especial. É verdade, os eventos não ficam por aqui. A empresa Figueira Grande Turismo (FGT) apostou em algo diferente, uma tentativa de entrar para os recordes no Guiness Book. A ideia é simples, conseguir atingir o recorde de maior concentração de lançamento de mini foguetes (foguetes de mão) que serão oferecidos para serem lançados por todos os interessados na Avenida 25 de Abril antes da meia-noite de 31 – turistas e habitantes locais poderão participar para registar a cidade da Figueira da Foz no tão conhecido livro dos recordes.
Se ainda não tinha a certeza de onde iria passar a sua  creio que agora todas as dúvidas se dissiparam!

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

MARINHA GRANDE COM ESTRADAS ENCERRADAS...

Marinha Grande: Encerradas estradas devido ao risco de queda de árvores!

O município da Marinha Gran­de anunciou que está a proceder ao encerramento de estradas florestais, onde existe o risco real de queda de árvores na sequência do incêndio do dia 15 de Outubro.
Numa nota divulgada anteontem, a autarquia liderada por Cidália Ferreira (PS) decidiu encerrar estradas florestais, “cuja utilização representa um perigo tendo em conta o risco real de queda de árvores para as vias, dada a sua vulnerabilidade na sequência do incêndio de 15 de Outubro”.

sábado, 9 de dezembro de 2017

ANA VEM A CAMINHO...

A tempestade Ana vem a caminho, amanhã e segunda feira espera-se muita chuva e ventos fortes, o máximo de cuidado para quem anda nas estradas, quedas de árvores e lençóis de água pode vir a acontecer, circulem devagar para chegar depressa.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

AULA DE POLÍTICA ATUALIZADA...

ACONTECEU ENTRE 1643 E 1715 - (tão actual)
UMA AULA DE POLÍTICA


Diálogo entre Colbert e Mazarino durante o reinado de Luís XIV, na
peça teatral "Le Diable Rouge", de Antoine Rault:


Colbert: - Para arranjar dinheiro, há um momento em que enganar o contribuinte já não é possível. Eu gostaria, Senhor Superintendente, que me explicasse como é possível continuar a gastar quando já se está endividado até o pescoço…

Mazarino: - Um simples mortal, claro, quando está coberto de dívidas, vai parar à prisão. Mas o Estado é diferente!!! Não se pode mandar o Estado para a prisão. Então, ele continua a endividar-se… Todos os Estados o fazem!

Colbert: - Ah, sim? Mas como faremos isso, se já criamos todos os
impostos imagináveis?

Mazarino:- Criando outros.

Colbert:- Mas já não podemos lançar mais impostos sobre os pobres.

Mazarino: - Sim, é impossível.

Colbert: - E sobre os ricos?

Mazarino: - Os ricos também não. Eles parariam de gastar. E um rico que gasta faz viver centenas de pobres.

Colbert: - Então, como faremos?

Mazarino: - Colbert! Tu pensas como um queijo, um penico de doente! Há uma quantidade enorme de pessoas entre os ricos e os pobres: as que trabalham sonhando enriquecer e temendo empobrecer. É sobre essas que devemos lançar mais impostos, cada vez mais, sempre mais! Quanto mais lhes tirarmos, mais elas trabalharão para compensar o que lhes tiramos. Formam um reservatório inesgotável.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

A CAMINHADA DO PAI NATAL...

Para alguns vai chegar dia 9, para outros chegará dia 25, para os outros não se sabe se chegará!
TENHAM UM NATAL FELIZ.

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

MÁRIO CENTENO AVANÇA...

ao Eurogrupo

22
Ministro das Finanças tem o apoio das quatro maiores economias da zona euro - Alemanha, França, Itália e Espanha - e é nesta altura quem está melhor posicionado. Candidatura é entregue hoje
 (Artigo atualizado com a confirmação da candidatura de Mário Centeno pelo gabinete do primeiro-ministro e informação sobre as declarações do ministro às 13h00, no Ministério das Finanças, sobre a sua candidatura)
O ministro das Finanças, Mário Centeno, avançou esta quinta-feira com uma candidatura à presidência do Eurogrupo, confirmou esta quinta-feira o gabinete do primeiro-ministro, e, de acordo com fontes com conhecimento do processo, tem apoios para ganhar, contando entre os seus apoios com todas as maiores economias da zona euro do seu lado: Alemanha, França, Itália e Espanha.

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

NAUFRÁGIO NA FIGUEIRA DA FOZ...


Acidentes e Desastres

Dois mortos em naufrágio na Figueira da Foz

Em atualização
Duas pessoas morreram depois de uma embarcação de pesca ter naufragado ao largo da Figueira da Foz. Dois tripulantes continuam desaparecidos. As busca
Duas pessoas morreram depois de uma embarcação de pesca ter naufragado ao largo da Figueira da Foz, confirmou ao Observador o comandante Silva Rocha, da Polícia Marítima local. Outras duas pessoas continuam desaparecidas.
O porta-voz da Marinha Portuguesa, Pedro Coelho Dias, disse à Agência Lusa que “tudo indica que a embarcação terá ido ao fundo, porque não houve pedido de socorro”. Os meios de salvamento foram ativados assim que foi recebido o alerta no Centro de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa, via rádio baliza de emergência (EPIRB), às 4h16 desta quarta-feira, que por norma só é ativado manualmente ou quando a embarcação vai ao fundo.
Ao Observador, o comandante local também confirmou que não houve um pedido humano de socorro, mas sim o alerta automático enviado pelo rádio baliza de emergência, que é ativado em algumas condições, nomeadamente em contacto com água do mar.
Foram empenhados meios de várias forças de segurança nas buscas: duas embarcações salva-vidas (uma da capitania e outra da Polícia Marítima), um helicóptero da Força Aérea e uma corveta da Marinha, revelou ao Observador o Comandante Silva Rocha.
O comandante Silva Rocha detalhou ainda que os dois corpos foram encontrados a cerca de 11 milhas ao largo da Figueira da Foz, o local onde foi dado o alerta. Foi o meio aéreo que detetou os destroços e encontrou os corpos dos dois pescadores, pelas 8h30. Segundo a Marinha, a embarcação de pesca, de nove metros e registada na Figueira da Foz (embora a tripulação seja de Peniche), poderia ter mais dois tripulantes, mas essa informação ainda está por confirmar.
As buscas continuam no local.
s

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

NAS MINHAS CAMINHADAS...

 Clicar para ampliar!




Isto é a minha cidade de eleição, a mais bonita do OESTE, com rio, mar e serra, escolham passeios agradáveis, visitem a Figueira da Foz e BOA VIAGEM.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

NOVA RONDA PELO OESTE...

Museu da Floresta e centro de interpretação em estudo para Pinhal de Leiria Um conjunto de projectos na área do turismo está em estudo para atrair visitantes ao Pinhal de Leiria, anunciaram a secretária de Estado do Turismo e a presidente da Câmara da Marinha Grande, Cidália Ferreira.


O Museu da Floresta - prometido há muitos anos e sucessivamente adiado -, a criação de ciclovias, a instalação de um centro de interpretação, o reforço da ligação ao Rio Lis ou a requalificação das antigas casas de guarda florestal, são algumas das propostas que a autarquia apresentou na passada quinta-feira ao Governo, numa reunião com os secretários de Estado do Turismo e das Florestas, Ana Godinho e Miguel Freitas, respectivamente.
“Queremos implementar projectos, também aqui no Pinhal de Leiria, que criem uma dinâmica que permita novas formas de atracção”, disse a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.   (Diário de Leiria) 20-11-2017

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

ÁRVORES À ESPERA DE PADRINHO...

Incêndios: Mais 20 mil árvores à espera de ‘padrinhos’ para dar vida à floresta


Os CTT e a Quercus aumentaram de 6.000 para 26.000 o número de árvores disponíveis no âmbito do projeto 'Uma Árvore pela Floresta', devido à forte mobilização dos portugueses, que, após os grandes incêndios deste Verão e Outono, aderiram à iniciativa. Pela mesma razão, o prazo durante o qual as árvores podem ser doadas para plantação foi estendido até final do ano.
Por cada uma das doações dos portugueses, uma árvore será depois plantada pela Quercus quer no concelho de Castanheira de Pêra quer em áreas classificadas do Norte e Centro de Portugal, como a Serra do Gerês, do Alvão, do Marão, de Montemuro, da Estrela e o Tejo Internacional.
O projecto, que acontece pelo quarto ano consecutivo, pretende reforçar a plantação de árvores de espécies autóctones em terrenos de todo o País, incluindo áreas ardidas.
Parte destas 20 mil novas árvores estão já reservadas por particulares, empresas e instituições. 
                    (Fonte Diário de Leiria)

sábado, 28 de outubro de 2017

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

O SOL BRILHA E CHUVA NÃO CAI...


O sol brilha e chuva não cai
Assim não ajuda nada
É a esperança que se vai
De quem tudo perdeu na mata queimada!
X
Meu rico S. Pedro querido
Tem compaixão desta gente
Que se vê com tudo perdido
Naquele domingo assim de repente.

                                                               A. Querido.

sábado, 21 de outubro de 2017

RECORDANDO O LEITÃO NA MEALHADA...

Companhia 8 sent,Op! Estou a ver ali o camarada Azevedo que já não está fisicamente entre nós, mas está na nossa memória!
Paz à sua alma.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

ESTÁ NA HORA...

 De fazer uma caminhada saudável pelo Oeste!

E recuperar o pinhal de Leiria! O D. Diniz, não deve estar nada satisfeito com os criminosos que destruíram o seu/nosso pulmão do centro do país.

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

CAMINHADA, SILÊNCIO E MORTE...

Começou em Pedrogão Grande e varreu o país de Norte a Sul, pessoas que fugiam como podiam, outras tiveram menos sorte, ficaram cercadas pelo inferno e morreram carbonizadas, outras que na tentativa de salvar os seus bens, morreram com eles, foi uma catástrofe nunca vista no meu/nosso cantinho!
Resta-nos a tristeza, o luto e as cinzas.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

MULHERES COM PIADA...

Segundo uma tabela, elaborada por quem sabe, eis as mulheres “mais”…


A mulher mais abençoada é a Benta.
A mulher mais perfumada é a Rosa.
A mulher mais madrugadora é a Aurora.
A mulher mais feliz é a Felicidade.
A mulher mais triunfante é a Vitória.
A mulher mais duradoura é a Perpétua.
 mulher mais devota é a Piedade.
A mulher mais bonita é a Graciosa.
A mulher mais casta é a Pureza.
A mulher mais limpa é a Branca.
A mulher mais recatada é a Modesta.
A mulher mais espiritual é a Gracinda.
A mulher mais sofredora é a Dores.
A mulher mais cruel é a Bárbara
A mulher mais transparente é a Clara.
A mulher mais valiosa é a Esmeralda.
A mulher mais amiga do terço é a Rosaria.
A mulher com mais poder de cura é a Sara.
A mulher mais risonha é a Rita.
A mulher mais interessante é sempre a do vizinho.
A mulher mais aborrecida é sempre a nossa.


Inline image 1

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

POUPANÇA DE ENERGIA NO OESTE...

Municípios do Oeste vão poupar 370 mil euros por ano em energia

Caldas da Rainha, Leiria, 26 set (Lusa) – Doze municípios da região Oeste de Portugal estão a instalar 28 mil lâmpadas LED em edifícios públicos, no âmbito de um projeto-piloto implementado pela Agência OesteSustentável que permitirá uma poupança estimada de 370 mil euros anuais.
Denominado “LEDíficios do Oeste”, o projeto arrancou este mês num “modelo piloto que decorre até final de outubro, com a substituição integral da iluminação num edifício selecionado em cada um dos doze concelhos”, disse à Lusa Francisco Simões, técnico da Agência de Energia OesteSustentável.
O projeto, que visa reduzir o consumo de energia elétrica e melhorar a eficiência energética dos edifícios públicos, prevê a substituição de “cerca de 28 mil lâmpadas fluorescentes tubulares e de halogénio por lâmpadas LED”, explicou o mesmo responsável, sublinhando que esse trabalho está já em curso em sete municípios.
Até ao final de setembro deverá, segundo a agência, estar concluída a substituição de lâmpadas nos edifícios dos Serviços Técnicos de Alcobaça, na EBI Sobral – S. Quintino (Sobral de Monte Agraço), no Agrupamento Escolar de Arranhó (Arruda dos Vinhos), Palácio do Gorjão (Bombarral), Paços do Concelho (Cadaval), Biblioteca Municipal (Lourinhã), Pavilhão Gimnodesportivo (Nazaré) e Edifício Conquinha 2 (Torres Vedras).
Em outubro será a vez dos Paços do Concelho de Alenquer e das Caldas da Rainha, do Edifício Vasco da Gama (em Peniche) e do Complexo Desportivo de Óbidos.
Na segunda e terceiras fases do projeto, que se estende até dezembro de 2018, “será feita a substituição da iluminação em quarteis de bombeiros, estabelecimentos escolares e instituições de solidariedade social localizados na área de abrangência da OesteSustentável”, acrescentou Francisco Simões.
Com todas as 28 mil lâmpadas LED instaladas, as contas da agência apontam para “uma poupança anual estimada de 370 mil euros por ano”, tendo por base as tarifas definidas para o custo da energia, podendo a redução de custos “ser ainda mais significativa se for incluído o IVA e contabilizado o valor total pago pelos municípios”, frisou o técnico.
A agência aponta para “uma redução global de 3 128 MWh por ano” e poupanças nas faturas de energia elétrica” na ordem dos 370. 444 euros anuais” e uma redução de emissões Gases com Efeito de Estufa equivalente a cerca de 1 300 toneladas de dióxido de carbono por ano.
O projeto “LEDíficios do Oeste” tem um investimento global previsto de 560 mil euros, cofinanciados a fundo perdido em 71,19%, no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica (PPEC 2017/2018), que apoia financeiramente iniciativas que promovam a eficiência e redução do consumo de eletricidade nos diferentes segmentos de consumidores.
O PPEC 2017-2018 aprovou 75 medidas que serão implementadas por 33 promotores, tendo o projeto “LEDíficios do Oeste” obtido a “melhor classificação no seu segmento de entre 35 projetos candidatos”, divulgou a OesteSustentável.
A OesteSustentável (Agência Regional de Energia e Ambiente do Oeste) foi criada no seio da Comunidade Intermunicipal do Oeste, tendo como missão a promoção de ações integradas que contribuam para uma maior eficiência energética, para um uso racional da energia, bem como o aproveitamento e promoção da utilização de recursos renováveis na região.
Abrange os concelhos Alcobaça, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Óbidos, Nazaré, Peniche, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras.

                                                              (Fonte: Jornal Online do Oeste).

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

CAMINHANDO PELO OESTE...

 Falésias do Cabo Mondego!

 Um dos Miradouros!

 Belas vistas!

Por último, o baile para animar a malta!

sábado, 23 de setembro de 2017

NOTÍCIAS DO OESTE...




Início da construção do novo Centro Saúde da Nazaré está para breve

A construção da Nova Unidade de Saúde da Nazaré aguarda o visto do Tribunal de Contas para ter início. A minuta do contrato do procedimento de contratação pública para a empreitada de construção da Nova Unidade de Saúde da Nazaré foi aprovada, na passada quarta-feira.
 A nova infraestrutura, exigida há 3 décadas, irá dar resposta aos requisitos atuais das infraestruturas físicas de prestação de cuidados de saúde primários, através da melhoria dos espaços; da qualidade de prestação de cuidados médicos, de enfermagem, atendimento dos utentes e das condições de trabalho dos profissionais.
“O futuro Centro de Saúde responderá, de forma adequada, às necessidades atuais e futuras da população, através da melhoria da oferta existente, promovendo o desenvolvimento sustentável, o reforço da acessibilidade, a equidade e a coesão social. Sentimos uma grande satisfação estarmos à beira de concretizarmos um sonho antigo, reivindicado há anos, mas concretizado pela atual gestão da Câmara (PS). Em breve, teremos um novo Centro de Saúde, de topo, e que também será um fator de afirmação do concelho”, disse Walter Chicharro, Presidente da Câmara Municipal.
O autarca considera que a nova infraestrutura contribuirá para o desenvolvimento da rede de prestação de cuidados de saúde primários na área territorial da ARSLVT “através de respostas qualificadas e integradas, atendendo à dinâmica demográfica existente, e ao facto de ser expectável um crescimento das necessidades em saúde, em função do aumento do envelhecimento da população, da cronicidade de doenças e das alterações epidemiológicas”.
A futura Unidade, com financiamento comunitário, nascerá no local onde funciona o atual Centro de Saúde, um pré-fabricado provisório desde a década de 80, que será demolido.
Até à sua abertura, os cuidados de saúde primários serão prestados em espaços da Confraria de N. S. Nazaré, no Sítio, escolhidos pela tutela.
A cave da creche e o edifício da Confraria, que irão sofrer obras de adaptação, no valor de 105.000,00 (cento e cinco mil euros), pagos pela Câmara Municipal, serão a localização temporária da Unidade de Saúde Familiar - USF Nazareth e USF Global, Unidade de Recursos Assistenciais Partilhados - URAP, Unidade de Cuidados na Comunidade – UCC, e Unidade de Saúde Pública -

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

EXTINTOR BARATO SEMPRE À MÃO...

Em caso de incêndio

Quase toda a gente tem uma garrafa de Coca Cola em casa. Apesar de não ser benéfica para nosso corpo, ela se tornou na bebida favorita de muitas pessoas. Ela pode não fazer bem para a saúde, mas ela pode salvar nossa vida. Está confuso? Nós explicamos por quê!

Uma garrafa de Coca Cola pode ser a diferença entre a vida e a morte em caso de incêndio numa casa. Ela pode fazer com que, em segundos, possamos extinguir o fogo. Quase ninguém tem um extintor à mão, por isso é melhor ter um plano B. E esse plano é a bebida que falamos

Quer saber como reagir em caso de incêndio? Primeiro, abra a tampa da garrafa de Coca Cola, coloque o polegar sobre a abertura e agite o máximo que puder! Quando a espuma da bebida começa a subir, abra a garrafa em direção ao fogo.

No clipe abaixo, você pode ver um bombeiro a demonstrar essa técnica maravilhosa e barata. Essa dica pode fazer a diferença em situações de aflição? Assista e saiba o que fazer nessas alturas!

https://www.youtube.com/watch?v=Be1sA58ASzc

terça-feira, 5 de setembro de 2017

RECONHECIMENTO COM O TRABALHO DOS PORTUGUESES...

Adeus, 'lixo': Portugal "prestes a tornar-se caso de sucesso"

Uma das mais importantes agências de rating do planeta mudou de discurso e parece estar rendida aos resultados orçamentais portugueses. A saída da lista de países com dívidas tóxicas pode ser uma realidade em breve.

A Moody's melhorou na semana passada a perspetiva da dívida portuguesa e deixou a porta aberta a uma saída do nível de 'lixo financeiro'. Em entrevista à SIC, o diretor do gabinete de risco soberano da agência explicou a decisão com a melhoria dos resultados orçamentais e aumentou a esperança de uma melhoria do rating em breve: "Tendo em conta que vemos um bom desenvolvimento em Portugal, podemos ver uma melhoria [da notação financeira] nos próximos doze meses".
"Portugal tem demonstrado um nível muito significativo de força institucional e está prestes a tornar-se num caso de sucesso entre os países que foram alvo de resgate financeiro", admite Dietmar Hornung, mostrando satisfação com os resultados obtidos no ano passado e nos primeiros meses de 2017.
Mesmo com elogios, a Moody's mantém-se mais pessimistas do que o Governo e aponta para um défice de 1,8% do PIB este ano e para perdas de 2% em 2018 devido a um "relaxamento" da consolidação orçamental. 

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

FÉRIAS PARA RICOS E POBRES...



Estas são as férias daqueles que não olham a meios para arranjar fortunas.




Estas são as férias de quem trabalha a vida inteira.

quinta-feira, 27 de julho de 2017

RECADO AO pedro, o pequeno...

 R
ECADO AO

pedro, o pequeno
Eu vou-te avivar a memória, já que não te lembras daquilo que fizeste quando eras Primeiro Ministro.
A primeira medida que tomaste foi o aumento do IVA, recordas?
Dessa medida resultou a falência de milhares de PMEs e o desemprego de milhares de trabalhadores.
Milhares de pequenos empresários ficaram sem meio de vida, cheios de dívidas viram-se obrigados a entregar casas aos bancos e a pedir esmola.
Conheci vários que se mataram dentro das empresas em desespero porque como eram empresários nem direito tinham a um subsídio de desemprego.

O desemprego disparou para níveis nunca vistos neste país.
As IPSSs, a Cáritas e outras organizações de Solidariedade Social não tinham mãos a medir para atender pedidos de ajuda de famílias inteiras que sem apoios da Segurança Social estavam a passar fome e desesperadas sem conseguirem fazer face ás despesas básicas.

Milhares de famílias foram atiradas para a rua, despejadas das suas casas pela Banca, por senhorios e pelas Finanças através de penhoras por dívidas ao Estado, quando muitas dessas dívidas eram de valor inferior ao valor real das habitações.
Depois vieram os cortes nas pensões de reforma, no complemento solidário para idosos, nas pensões de viuvez, nos abonos de família e nas pensões não contributivas como por exemplo no RSI que cortaste a torto e a direito sem olhar a quem e sem apelo nem agravo.
Aumentaste o IMI, começaste a cobrar IUC sobre veículos independentemente de estarem ou não em circulação, chegando ao ponto de cobrares esse imposto a quem nem carro tinha ou sobre veículos já abatidos há anos.
Aumentaste impostos na gasolina, no gasóleo, no tabaco, nas bebidas alcoólicas, aumentaste as portagens e todos esses aumentos foram reflectir-se no aumento do custo de vida que como é óbvio foi mais sentido pelas classes sociais mais frágeis e carenciadas.
Criaste as taxas moderadoras e com essa medida muitos idosos deixaram de ir ao médico ou aos hospitais.
Fechaste Centros de Saúde, Maternidades e Hospitais e muitos idosos morreram por falta de assistência médica, mas também jovens e parturientes morreram por falta de cuidados médicos.
Doentes oncológicos viram as suas cirurgias adiadas e sem cuidados continuados.
Doentes crónicos ficaram sem médicos de família e sem comparticipação em medicamentos imprescindíveis ao tratamento das suas doenças.

Lembras-te dos doentes com Hepatite C a quem negaste um medicamento que podia salvar vidas e mesmo curar?
Deu até azo a manifestações populares na AR que a tua amiga Assunção Esteves reprimiu e mandou deter alguns doentes que se manifestavam indignados e com razão!
Não eram suicidas mas tu querias bem lá no fundo que fossem para poupares algum. Fazia-te jeito para ficares bem visto perante a Troika e a tua amiga Merkele.

Fechaste escolas e fizeste dos professores e das suas vidas gato sapato, obrigando-os a andar em Bolandas sem saberem o que fazer e onde ir!
Mudaste Freguesias, alteraste comarcas, encerraste Tribunais e deste com os juízes e advogados em doidos com a porcaria do sistema Citius todo baralhado.
Esqueceste essa cena?
Eu lembro-te.

Dessa confusão resultaram prejuízos para empresas, para cidadãos e para todo o país que nunca mais se vai recuperar!
Pais que perderam a guarda dos filhos conheci 19, 5 mataram-se.
Fora os que não conheço e olha que não conheço muita gente.

Mães que se viram sem as pensões de alimentos por culpa da baralhada com o Citius foram milhares.
Uma era professora e o filho era deficiente.
Atirou-se da varanda de um hotel.

Mas também houve mães que envenenaram os filhos e a seguir mataram-se porque não tinham nem emprego nem apoios e nem ajuda de psicólogos.
Sabes Pedro, moro em Almada.
Fui obrigada a vir morar para aqui.
Não, não foi culpa tua.
As coisas neste país já não estão bem há muitos anos.
Realmente apanhaste o país num grande caos económico, mas mesmo assim se fosses honesto e um bom gestor terias evitado cortar onde mais doeu!
Os cortes atingiram os mais fracos e para recuperar um país começa-se por por ordem nas finanças públicas cobrando impostos aos que não pagam.

Mas para o fazeres, para cobrares aos que sempre fugiram aos impostos terias de começar por ti, não é assim?
E depois os teus amigos e financiadores não iriam gostar nada de terem de alargar os cordões à bolsa.

Mas como te dizia, vim viver para Almada há uns anos e sabes, aqui temos uma Ponte onde todos os dias durante o teu governo assistimos a muitos suicídios.
E também temos o Metro que não é subterrâneo, é como um eléctrico sabes?
Pois volta e meia para não dizer uma a duas vezes por semana, lá se tinha de chamar o INEM por causa de um velhote ou velhota que "escorregava" e caía à linha!

E quantos eu vi a chorar de vergonha por serem apanhados no supermercado a guardar uma lata de salsichas ou de atum na mala ou num bolso do casaco!!
E outros a sairem da farmácia sem aviar a receita porque a reforma tinha encolhido e os filhos tinham-se mudado lá para casa e estavam desempregados e sem subsídios de desemprego!
Sabes Pedro, sabes qual é o teu mal?
Teres tido um pai fantástico e uma mãe que tudo te desculpou.
Os anos de cabulice, as más notas no liceu, as noitadas na vadiagem, a vida boémia, as drogas, a pouca ou nenhuma vontade de estudar ou trabalhar e a falta de respeito por toda a gente.

Tu não tens noção da quantidade de vidas que deste cabo ao longo da tua vida, não só nos quatro anos em que te tivemos de aturar como Primeiro Ministro, mas desde que te conheci quando vivias na Rua República da Bolívia.
Tenho pena de não ter adivinhado naqueles anos naquilo em que tu te irias transformar!
A sério Pedro.
Naquele dia em que chamei a PSP de Benfica e evitei que a malta do Bairro do Charquinho te desse um arraial de porrada, se eu tivesse adivinhado no que te irias transformar, eu tinha fechado os olhos e fingido que te tinhas atirado da varanda do quinto andar.

Teria evitado tanta coisa, até ouvir as alarvidades que continuas a atirar pela boca fora.
Tantos anos depois e continuas a ser o mesmo chulo que conheci na nossa adolescência e juventude.
Olha Pedro, queres um conselho?
Reforma-te da política e mete uma rolha na boca ou um dia destes apareces suicidado nalguma esquina da vida.

É que nem todos os que te conhecem bem são tão pacíficos e compreensivos como eu e como a malta que te aparou as pancas lá em Benfica, tu sabes bem na casa de quem.
Espero que a Laura recupere depressa da maldita doença.
Ela não merece tanto sofrimento!

E se um dia nos voltarmos a cruzar nalguma rua de Lisboa vira o rosto, para que eu não me sinta tentada a sujar as minhas mãos na tua cara.
É que eu tentei duas vezes o suicídio por tua causa quando me vi atirada para a rua sem qualquer apoio e a lutar contra o cancro e sem ajuda psiquiátrica.
Não acertei na dosagem.
Não tinha de ser.

Quem sabe o que a vida me reserva?
Talvez me reserve a felicidade de te ver a ti Pedro e aos teus amiguinhos (tu sabes a quem me refiro) atrás das grades e a pagares pelos milhares de vidas dos que se suicidaram ou tentaram em desespero por vossa causa!

Assino o nick com que me conhecias: Nini Nilo
                                                                                        (pedro com p minusculo foi prepositado)

sexta-feira, 16 de junho de 2017

DE REGRESSO ÀS CAMINHADAS À BEIRA-MAR...

Pela fresca brisa da tarde, de regresso às minhas caminhadas começando no 5º molhe e acabando à beira-rio em Cova-Gala, o meu paraíso.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

ATÉ DOI A QUEM ESTÁ LONGE...

 Ver um povo irmão debaixo de fogo!

E os culpados com o seu corpinho protegido pela areia que nem o rabo fica de fora para não ser pisado.

terça-feira, 16 de maio de 2017

A CAMINHADA DE WINSTON CHURCHILL...


Aplicável a outras religiões também.

Winston Churchill anteviu isto há mais de 100 anos (ver nota no final)


IRÃO 1970
 d59f33cf56ca61eff96bf361106198e3@iol.pt
IRÃO 2012
1344e9cbfa6610a324062d6f51b45c42@iol.pt
AFEGANISTÃO
93ed945e7efc6194859bd77ab586104f@iol.pt

EGIPTO (Universidade do Cairo) 1959
d4779846bb27153076e8e3b1775e227c@iol.pt

EGIPTO (Universidade do Cairo) 2012
3b7f7cead63618e07baf87eeea12c27e@iol.pt

HOLANDA (Amesterdão) 1980
b5ef37dbcf9d1df67b7edae40e1a29e1@iol.pt
HOLANDA (Amesterdão) 2012
ac7b7aed13e588f6183a7dc278630d1c@iol.pt
... E algumas pessoas todavia não vêem uma razão para se preocuparem.

Winston Churchill disse em 1899: 
“Os muçulmanos podem mostrar qualidades esplêndidas, mas a influência da religião paralisa o desenvolvimento social daqueles que a seguem. Não existe nenhuma força tão retrógrada mais forte no mundo”.

5d65744f5152bbd8e8cfa3a8f082ead0@iol.pt
Ainda mais surpreendente é que nunca tenham sido publicadas mais cedo.
 
CHURCHILL sobre o Islão... Incrível, mas o seguinte discurso foi escrito em 1899.
(Abstraindo-nos da sua nacionalidade)
O breve discurso feito por Winston Churchill, data de 1899, quando ele ainda era um jovem soldado e jornalista.
Seguramente, este discurso exprime a opinião actual de muitos, e está expresso na sua maravilhosa fraseologia, utilizando obviamente o idioma Inglês, do qual ele era um ilustre mestre.
Sir Winston Churchill foi sem dúvida um dos maiores homens dos séculos XIX e XX. E foi um valente e jovem soldado, e um jornalista brilhante, um político, um grande líder, um extraordinário estadista durante a segunda guerra mundial, e um excelente Primeiro-Ministro. 
Além disso, foi como que um profeta no seu tempo. Faleceu em 24 de Janeiro de 1965, com a idade de 90 anos, e depois de uma vida de serviço ao seu país, foi-lhe concedido um funeral de chefe de Estado.
 
E aqui está o seu discurso:
Quão terríveis são as maldições que o maometismo dedica aos seus devotos!
Além do frenesim fanático, que é tão perigoso num homem como o é a hidrofobia num cão, não existe neles a apatia fatalista do medo.
Os efeitos são evidentes em muitos dos seus países: hábitos imprevisíveis, desleixados, inexistência de sistemas modernos para a agricultura, métodos lentos de comércio, e insegurança da propriedade são sempre características com que os seguidores do Profeta se defrontam, ou sob as quais vivem.
O sensualismo degradante priva as suas vidas de graça e de requinte, e afasta-os da dignidade e de qualquer santidade.
O facto de que, no direito muçulmano, cada mulher deve pertencer a um homem como sua propriedade absoluta, seja ela uma criança, uma mulher  adulta, ou uma concubina, faz atrasar a extinção final da escravidão dos dogmas da fé do Islão e contribui para que o islamismo não consiga ser um grande poder entre os homens.
Os muçulmanos individualmente podem mostrar qualidades esplêndidas, mas a influência da sua religião paralisa o desenvolvimento social daqueles que o seguem. Não existe nenhuma força retrógrada mais forte no mundo.
Longe de ser moribundo, o islamismo é uma fé militante e proselitista.
E já se espalhou por toda a África Central, criando guerreiros destemidos a cada passo e, se não se cuidar, o cristianismo, que está abrigado nos braços fortes da ciência, ciência contra a qual eles lutaram em vão, e toda a civilização da Europa moderna podem soçobrar, tal como soçobrou a civilização da Roma antiga.


Sir Winston Churchill; (Fonte: "O rio da guerra", primera edição, Vol II, páginas 248-250 Londres).ê