terça-feira, 28 de abril de 2015

TESTAR VERACIDADE...

RECORDANDO...
Como presumo, ser importantíssimo para a generalidade das Pessoas, reencaminho-Vos; Eu, por exemplo, quando tal acontecer, vou testar veracidade!



COMO CONDUZIR SOB CHUVA FORTE!VALE A PENA LER!

Temos de experimentar… Eu já o fiz! Interessantíssimo!

Parece um conselho bastante útil.
Como conseguir boa visão ao conduzir sob chuva forte.
Não se sabe o motivo, mas funciona muito bem quando chove muito.
É sugestão de alguém que experimentou e confirmou. Também é útil em condução noturna.
Nós, motoristas ligamos os limpa para-brisas em velocidade rápida ou máxima durante chuvas pesadas, mas a visibilidade ainda é bastante má.
Se  enfrentar tal situação, ponha óculos de sol (qualquer modelo serve).
Parece um milagre!
De repente, a visibilidade fica perfeita, como se não estivesse a chover.
Assim, mantenha sempre um par de óculos de sol no porta-luvas do carro para ter boa visão em caso de chuva.
Também pode salvar a vida de alguém, repassando essa informação a ele/ela.
Experimente! É incrível! Ainda verá as gotas no pára-brisa, mas não a lâmina de chuva poderá ver onde a chuva salta para fora da estrada e os respingos dos pneus do carro à sua frente.
Esta pequena dica deveria ser incluída na formação de motorista.
É excelente!
 

sábado, 25 de abril de 2015

EM 1968 O GRANDE ZECA JÁ SABIA...

"VEJAM BEM" O 25 DE ABRIL...

“VEJAM BEM”


Vejam bem
que não há só gaivotas em terra
quando um homem se põe a pensar
quando um homem se põe a pensar

Quem lá vem
dorme à noite ao relento na areia
dorme à noite ao relento no mar
dorme à noite ao relento no mar

E se houver
uma praça de gente madura
e uma estátua
e uma estátua de de febre a arder

Anda alguém
pela noite de breu à procura
e não há quem lhe queira valer
e não há quem lhe queira valer

Vejam bem
daquele homem a fraca figura
desbravando os caminhos do pão
desbravando os caminhos do pão

E se houver
uma praça de gente madura
ninguém vai
ninguém vai levantá-lo do chão



Zeca Afonso in Cantares de Andarilho (1968)

terça-feira, 14 de abril de 2015

A VERDADEIRA LISTA VIP...

A verdadeira lista VIP
31.03.2015
MARIANA MORTÁGUA

Faz agora um ano. Foi no dia 16 de abril que o ministro da Defesa saiu do seu gabinete para se deslocar à base naval do Alfeite. O dia estava cinzento, mas não era o conforto do Sol ou a brisa do Tejo que Aguiar-Branco procurava. Estava em causa a apresentação do primeiro drone português. O momento foi tratado com a pompa que merece uma visita ministerial, dada a circunstância ser o apadrinhamento de uma empresa nacional pelo Governo. Lembram-se deste momento? O vídeo circulou por todo o lado, não tanto pelo extraordinário fulgor do engenho nacional, mas porque a maquineta tinha aspirações a submarino, e não chegou a voar mais de dois metros antes de se afundar no Tejo.
O vídeo tornou-se imparável, até porque tem piada. O que verdadeiramente levou o ministro ao Alfeite é que não tem graça nenhuma. A revista "Sábado" levantou um pouco o véu. A empresa em causa, Tekever, é gerida por um antigo assessor de Aguiar-Branco chamado Adão da Fonseca, que já que antes tinha estado na Empordef, nomeado por Aguiar-Branco.
Este é apenas um pequeno, pequeníssimo, exemplo da dança de cadeiras que compõe a verdadeira lista VIP que governa o país. Nestas nomeações, nestas empresas, escolhidas a dedo para viajar com o ministro certo, há negócios de milhões. Negócios que passam quase sempre pelos grandes escritórios de advocacia. Como o do advogado Aguiar-Branco, cujas operações, revela a mesma revista, seguem demasiado atentamente a agenda do ministro Aguiar-Branco.
Em outubro de 2014, o ministro foi à Colômbia. Uma semana antes, o seu escritório tinha promovido um seminário sobre oportunidades de investimento na Colômbia. Em janeiro de 2015, o ministro deslocou-se ao Peru. Três meses mais tarde, o escritório anunciava um parceiro peruano.
O labirinto de ligações e nomes cruzados entre os interesses do escritório de advogados e a promoção empresarial efetuada pelo ministro só não provocam mais escândalo porque neste país a constante porta giratória entre interesses privados e governantes já nos habituou ao pior. Há casos para todos os gostos, do BES à EDP.
Esta lista VIP adora criticar o Estado. Chama gorduras aos serviços públicos, enquanto proclama a libertação da economia da regulação estatal. Nos entretantos, lá vai assinando mais um contratozinho e capturando mais uma nomeação para levantar mais uma carreira.
Por tudo isto, quando ouvir dizer que a lista VIP tem apenas quatro nomes, não acredite. A verdadeira lista VIP de Portugal tem quase 40 anos e muito mais linhas.

sexta-feira, 10 de abril de 2015

ESTÁ TUDO DITO...

2014 Presidente da TAP com salário bruto de 376 mil euros/ano

O presidente da TAP, Fernando Pinto, teve um rendimento anual bruto de 376.000 euros em 2014, depois de aplicados os cortes na remuneração fixa que é de 420.000 euros, segundo o relatório e contas do grupo.
 
O gestor brasileiro, que chegou a Portugal em 2000 com a missão de preparar a companhia para a privatização, recebeu ainda mais de 85.000 para despesas com alojamento e tem um 'plafond' anual de 9.000 euros para comunicações móveis.
Segundo o relatório de contas hoje divulgado, a menos de um mês da data limite para a entrega de propostas à compra do grupo, Fernando Pinto beneficiou ainda de mais cerca de 70.000 euros em benefícios sociais, com proteção social, seguro de vida e de saúde e seguro de acidentes pessoais.
O grupo TAP fechou 2014 com prejuízos de 85,1 milhões de euros, valor que representa um agravamento de 79,2 milhões de euros face aos 5,9 milhões de euros registados em 2013, resultado do agravamento da prestação do transporte aéreo.
Já a TAP -- Manutenção e Engenharia Brasil registou um prejuízo de 22,6 milhões de euros, uma melhoria de 17,7 milhões de euros face ao ano anterior (45%), naquele que é o quarto ano de um plano de reestruturação da empresa que historicamente é a responsável pelos prejuízos do grupo.
Em 2014, o resultado líquido refletiu a atividade do transporte aéreo (TAP SA), que, como foi divulgado, passou de um lucro de 34 milhões de euros para prejuízos de 46,4 milhões de euros, explicados pela entrada tardia em operação dos seis novos aviões, pelos 22 dias de greve (anunciadas ou efetuadas) e outras ocorrências operacionais, nomeadamente problemas técnicos.

quarta-feira, 8 de abril de 2015

CÁGADOS OU TARTARUGAS MARINHAS?

Na Flórida, há quem confunda cágados com tartarugas marinhas. Por isso, afogam-nos

Apesar de parecidas, as tartarugas terrestres não conseguem nadar, ao contrário das marinhas. Há quem não saiba isso na Flórida e, por isso, os cágados estão a morrer afogados.
O estado da Flórida, nos EUA, tem registado vários casos em que indivíduos — turistas e até mesmo residentes — estão a afogar tartarugas terrestres (cágados), ao confundirem-nas com tartarugas marinhas.
A notícia foi dada pelo Mashable. Até agora, há registo de três casos em que as pessoas, ao encontrarem essas tartarugas nas dunas junto à praia, decidiram colocá-las no mar para as proteger de eventuais perigos existentes nas margens. O problema é que as tartarugas terrestres não conseguem nadar, acabando por morrer afogadas.
Apesar de ambas as espécies serem frequentemente confundidas, é possível fazer a distinção através dos seus membros: os cágados possuem garras, enquanto as tartarugas marinhas têm barbatanas. Para nadar.


(Observador)