CAMINHADA DO PAI NATAL!

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

BOCAGE NA PRISÃO...



[SONETO DO EPITAPHIO]

La quando em mim perder a humanidade
Mais um daquelles, que não fazem falta,
Verbi-gratia — o theologo, o peralta,
Algum duque, ou marquez, ou conde, ou frade:

Não quero funeral communidade,
Que engrole "sub-venites" em voz alta;
Pingados gattarrões, gente de malta,
Eu tambem vos dispenso a caridade:

Mas quando ferrugenta enxada edosa
Sepulchro me cavar em ermo outeiro,
Lavre-me este epitaphio mão piedosa:

"Aqui dorme Bocage, o putanheiro;
Passou vida folgada, e milagrosa;
Comeu, bebeu, fodeu sem ter dinheiro".

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

UMA INSTITUIÇÃO MASCULINA...(MSI)

Muito bem explicado. E percebe-se porque é que um churrasco só pode ser preparado por um HOMEM !!!

Uma Instituição Masculina ...
   
Churrasco, essa instituição masculina. Talvez porque há um certo risco envolvido na actividade, este é o único tipo de cozinha a que um verdadeiro homem se deve dedicar: "A cozinha fora de casa"...
 Contudo, não é tarefa fácil. Quando um homem aceita fazer o churrasco põe-se em marcha uma cadeia de acções: 1º) A mulher compra os alimentos; 2º) A mulher faz as saladas, prepara as batatas fritas, o arroz e a sobremesa; 3º) A mulher prepara a carne para ser cozinhada, tempera-a, coloca-a numa travessa e leva-a ao homem que já está à espera ao pé do grelhador, de cerveja fresca na mão;  Aqui vem a primeira parte realmente importante da questão: 4º) O homem coloca a carne na grelha; 5º) A mulher vai para dentro e põe a mesa; 6º) A mulher apercebe-se que o homem está com os outros homens a contar anedotas e vem cá fora a correr a avisar que a carne se está a queimar; ele aproveita e pede-lhe mais uma cervejinha fresquinha; 7º) A mulher vem cá fora trazer a cerveja e uma travessa... ...e é então que aparece a segunda parte importante do processo: 8º) O homem tira a carne da grelha e entrega-a á mulher; 9º) Depois de comerem, a mulher levanta a mesa, lava a louça, arruma a cozinha e lava a grelha; Toda gente dá os parabéns ao homem pela fantástica refeição que ele preparouO homem pergunta à mulher se lhe soube bem o tempo de folga de que usufruiu e, perante o ar chateado dela, conclui que há mulheres que nunca estão satisfeitas com nada.

sábado, 17 de janeiro de 2015

ESTRANGEIROS EM PORTUGAL...


Eles começam a investir em força na agricultura em Portugal, mas não são parvos!...Procuram as vinhas do Douro, ou o Alentejo para a criação de gado e plantações de oliveiras, o resto do país é deserto! Aqui e ali, em algumas aldeias do interior, os reformados vão comprando quase de borla casas antigas, são reconstruídas e como estão isentos de impostos, vivem à grande e à francesa em Portugal, quando é que estas almas de políticos pensam em facilitar assim os nossos jovens, para não terem que partir à procura de trabalho longe do país que os viu nascer e dos familiares?
Abram os olhos para não se perder mais património, cultura e tradições com séculos de existência.


O que vêem nesta imagem, com a Figueira da Foz lá ao fundo, tem tendência a desaparecer.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

3ª BOLA D´OURO 2015...


Vai para o Museu do nosso grande CRISTIANO RONALDO!


Que se preparem os seus adversários mais diretos, em 2016 vai arrecadar a 4ª.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

PRÉMIO "MAIS VALIA ESTAR CALADO" 2014...



 Pelas suas declarações a propósito da devolução de um livro que enviou a José Sócrates para o Estabelecimento Prisional de Évora:

“…quem fez uma lei destas só pode ser um idiota…
                                                             …isto são leis fascistas…”


“ Artigo 127º - Envio e recepção de encomendas

1 – O recluso pode receber, através do correio, uma encomenda por mês remetida pelas pessoas que estejam registadas como seus visitantes,com o peso máximo de 5 Kg cada.
…………………………………………………………………………”

Regulamento Geral dos Estabelecimentos Prisionais aprovado pelo Decreto-Lei nº 51/2011, de 11 de Abril.

Visto e aprovado em Conselho de Ministros de 3 de Fevereiro de 2011.

José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa