CAMINHADA DO PAI NATAL!

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

DIVINO POEMA ERÓTICO...


























Divino poema erótico de Drummond de Andrade



Poema erótico de Drummond de Andrade

Encostaste o teu corpo sem roupa
no meu corpo nu,
sem o mínimo pudor!
Percebendo minha aparente indiferença,
aconchegaste-te a mim

e mordeste-me sem escrúpulos.
Até nos mais íntimos lugares...
Eu adormeci.
Hoje quando acordei, procurei-te

numa ânsia ardente, mas em vão.
Deixaste em meu corpo e no lençol
provas irrefutáveis do  que entre nós ocorreu durante a noite.
Esta noite recolho-me mais cedo,

para na mesma cama te esperar.
Quando chegares,
quero te agarrar com avidez e força.
Quero te apertar com todas as forças
de minhas mãos.
Só descansarei quando vir sair o sangue quente do teu corpo.
Só assim, livrar-me-ei de ti,

mosquito Filho da Puta!





























2 comentários:

  1. As imagens cadelas!
    encosta-te lá onde quiseres
    não me apegues as mazelas
    faz só o que puderes...

    Encosta o teu corpo ao dela,
    numa viagem ao paraíso
    apalpa-lhes as mamas belas
    não te percas no Vale do Guiso!

    Não lhe mordas nos mamilos,
    faz-lhe meiguices na passarinha
    não fiquem por lá perdidos
    deitados a dormir na caminha!

    Uma abraço.

    ResponderEliminar
  2. Obrigado amigo Edumanes, esqueci-me desse pormenor das imagens, já estão no seu lugar! Abraço.

    ResponderEliminar