CAMINHADA DO PAI NATAL!

terça-feira, 18 de junho de 2013

MENTIRAS SOBRE POLÍTICO...

Um politico ficou muito irritado com as referências feitas a seu respeito por um jornal nacional. Irrompeu pela sala da redacção e exclamou:
- Sabem muito bem que tudo o que escreveram é mentira!
- Não tem razões de queixa! – Argumentou o chefe da redacção. – Imagine que nós dizíamos a verdade…

quinta-feira, 13 de junho de 2013

ALFAMA VENCEDORA...

LISBOA

Alfama foi a vencedora das Marchas Populares


Alfama foi a vencedora das Marchas Populares
Fotografia © Nuno Pinto Fernandes / Global Imagens
O bairro Alfama foi o vencedor da edição deste ano das Marchas Populares de Lisboa, anunciou hoje a EGEAC, empresa municipal responsável pelos equipamentos e pela animação culturais.
Depois de conquistar o primeiro lugar durante dois anos consecutivos o bairro do Alto do Pina ficou na segunda posição com 230 pontos, menos 24 pontos que o vencedor e mais dois pontos que o bairro da Bica, que conquistou a terceira posição.
Por categorias, Alfama foi o bairro melhor classificado na coreografia, cenografia, figurino e desfile da Avenida, São Vicente conquistou o título de melhor letra com "Ai,Ai S. Vicente" e Marvila o de melhor musicalidade.
Os temas da edição deste ano das Marchas Populares de Lisboa, a 81.ª, foram os 500 Anos do Encontro Cultural Portugal/China, o quinto centenário da construção do Bairro Alto e o 125.º aniversário do nascimento de Fernando Pessoa.
Em competição entre a noite de quarta-feira e a madrugada de hoje estiveram as marchas de Marvila, Alto do Pina, Penha de França, Bairro Alto, Ajuda, Lumiar, Alfama, Benfica, Alcântara, São Vicente, Olivais, Belém, Beato, Mouraria, Bica, Madragoa, Graça, Castelo, Carnide e Santa Engrácia.
Pela Avenida da Liberdade passaram também, como habitualmente, as marchas dos Mercados e A Voz do Operário e, enquanto convidados, uma associação de Macau que mostrou a dança do leão, um grupo japonês que recriou a dança do cavalo selvagem, a Confraria dos Pãezinhos de Santo António e a marcha "Pequenas Pessoas", organizada pela Casa Fernando Pessoa e pela Escola Básica do 1.º Ciclo Engenheiro Ressano Garcia.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

OS FILHOS DA P...ÁTRIA, QUE NUNCA SOUBERAM O QUE É TRABALHAR!




Lá como cá!!!


 EU OUVI….

Assunto: OE-2013 em Espanha
O 1º Ministro de Espanha em declarações à TVE, sobre a apresentação do
OE-2013, referindo-se aos reformados,
disse: ... "A primeira prioridade é tratar os pensionistas da melhor maneira possível.
A minha primeira instrução ao ministro das Finanças é de que as pessoas que não se devem prejudicar são os pensionistas.
"No Orçamento de Estado deste ano só há dois sectores que sobem: os juros da ...dívida e as pensões.
Não tenho nenhum interesse e se há algo que não tocarei são as pensões"
"Rajoy sublinhou que o pensionista é a pessoa mais indefesa , que tem a situação mais difícil,
porque não pode ir procurar outro posto de trabalho aos 70 ou 80 anos, tendo uma situação muito mais difícil"...

Fim de citação.
-------------------------------
-----------------------------


ESTA É A DIFERENÇA ENTRE UM ESTADISTA
E UM FILHO DA P...ÁTRIA QUE NÃO SABE O QUE CUSTA A VIDA !!!


domingo, 9 de junho de 2013

PASSOS QUER DAR A CARA EM 2015...


Querem ver que vão dar emprego a quem os mete na rua!!!


Passos quer dar a cara em 2015

"Claro que o normal é recandidatar-me", afirma o primeiro-ministro ao Expresso, no 2º aniversário da sua eleição. Diz que o seu programa "pressupunha duas legislaturas" e "não há razões para desistir".

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/passos-quer-dar-a-cara-em-2015=f812839#ixzz2ViRgKavL

terça-feira, 4 de junho de 2013

OPINIÃO, POR MIA COUTO...


PORTUGUESES "LIBERTOS" DOS IMPOSTOS...

Mais um dia que em 2012

Portugueses ficam hoje "libertos" dos impostos

Portugal é o 7.º país da União Europeia em que os cidadãos trabalham menos para conseguirem cumprir obrigações fiscais. Chipre foi o primeiro e os belgas ainda têm de esperar mais dois meses.



Os portugueses estão a partir de hoje "libertos" de impostos, depois de terem trabalhado mais de cinco meses para pagarem ao Estado as suas obrigações fiscais, sendo o salário recebido daqui para a frente o seu verdadeiro rendimento líquido.
De acordo com um relatório da organização New Direction - Fundação para a Reforma Europeia, revelado no final de maio, o número de dias que os portugueses têm de trabalhar para pagar os seus impostos tem vindo a aumentar nos últimos anos.
O documento intitulado "The tax burden of typical workers in the EU 27" ('O fardo fiscal dos trabalhadores médios na Europa a 27') mostra que, em 2011, os portugueses tiveram de trabalhar até 29 de maio para cumprir as suas obrigações fiscais. Em 2012, essa fronteira passou para 3 de junho, data em que puderam celebrar o Dia da Libertação de Impostos, dia a partir do qual o rendimento ganho já é para encaixe próprio e não para o Estado.
No contexto europeu, Portugal é, este ano, o 7.º país da União Europeia onde os cidadãos têm de trabalhar menos dias, depois de, em 2012, ter ocupado a 9.ª posição entre os 27 Estados-membros.
Segundo o estudo, da autoria de James Rogers e Cécile Philippe, em 2013 o Chipre é o país em que os cidadãos têm de trabalhar menos dias (14 de março), seguindo-se a Irlanda (24 de abril) e Malta (29 de abril).
Por oposição, os belgas são os europeus que mais dias têm de trabalhar para se "libertarem" dos impostos. Este ano, a Bélgica assinala o Dia da Libertação de Impostos a 8 de agosto, três dias mais tarde do que em 2012.
Os espanhóis, por exemplo, têm de trabalhar até 12 de junho para conquistarem a libertação de impostos e os gregos até 17 de junho.

                                                                           CM

sábado, 1 de junho de 2013

CAMINHADA SOLIDÁRIA NA FIGUEIRA DA FOZ...

Caminhada solidária na Figueira da Foz com duas mil pessoas

Foto de Jot´ Alves

caminhada solidária a favor da família de Adriano Martins, o agente daPolícia Marítima que no dia 10 de abril último perdeu a vida na Praia do CabedeloFigueira da Foz, numa operação de salvamento, reuniu hoje (1 de junho) cerca de dois milhares de pessoas.
Entre os participantes da caminhada organizada pela Associação Figueira com Sabor a Mar, em parceria com a Associação Coração Delta, através do Projeto Social “Tempo para dar”, encontravam-se o comendador Rui Nabeiro, da Delta Cafés, o ator Fernando Mendes e João Ataíde, presidente da Câmara da Figueira da Foz.
A iniciativa solidária angariou 6.203 euros, que foram entregues à família do militar (viúva e dois menores), que está a atravessar dificuldades financeiras. “Foi a maior caminhada e a maior manifestação de solidariedade realizadas na Figueira da Foz”, enfatizou Mário Esteves, presidente da Associação Figueira com Sabor a Mar.
Em declarações aos jornalistas, Rui Nabeiro disse que, “em momentos tão difíceis como este, saber distribuir é saber receber”. O comendador defendeu, por outro lado, que “as empresas devem ter sempre responsabilidade social”. E acrescentou: “temos de vir para a praça pública dar o exemplo”.
O comandante da Polícia Marítima da Figueira da Foz, Rui Amado, por seu turno, prestou uma homenagem pública a Adriano Martins, momentos antes da entrega das receitas à família do militar.
Os participantes da caminhada percorrerem a avenida oceânica, entre a Figueira da Foz e Buarcos, ida e volta, durante a manhã. O centro logístico foi instalado na Esplanada Silva Guimarães. O número de inscritos e de caminhantes ultrapassou largamente as estimativas da organização.