segunda-feira, 20 de maio de 2013

AMIGOS PARA SEMPRE...


AMIGOS PARA SEMPRE... Depois de perder os pais. Esse orangotango de três anos de idade estava tão deprimido que se recusava a comer e não respondia muito bem aos tratamentos e remédios. Os veterinários achavam que ele iria se entregar à morte. O velho cão foi encontrado perdido nos arredores do zoológico, e quando levado para dentro da sala de tratamento, se encontrou com o orangotango, e os dois se tornaram amigos inseparáveis desde então.
 

O orangotango encontrou uma nova razão para viver e se esforça ao máximo para fazer seu novo amigo acompanhá-lo em suas atividades.


  
Eles vivem no norte da California e a natação é o esporte favorito de ambos, embora Roscoe (o orangotango) ainda tenha um pouco de medo da água e precise da ajuda do amigo para atravessar a nado.

Eles passam o tempo todo juntos e podemos ver, pelos sorrisos e risadas, o quanto são felizes.

Juntos descobriram o lado engraçado da vida e o valor da amizade.
 


Encontraram mais do que um ombro amigo para debruçar...
 

  E viva a AMIZADE!!! 
    
Saber Viver 
Não sei... Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas. 

Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove. 

E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura...
Enquanto durar.

.


1 comentário:

  1. Já se foram as imagens
    Ficaram as amizades
    Seriam lindas a paisagens
    Restam as saudades
    Vida curta ou longa
    Seja como for é bela
    Muita gente na cantonga
    Por vezes dá cabo dela
    Vida longa confortável
    Só para os barões
    Para outros miserável
    Comem tudo os comilões
    Quem é pobre nada tem
    Digo eu, tem fome
    Porque nada tem para comer
    Sem casa, na rua dorme
    Ninguém gosta de morrer
    Mesmo sendo pobre
    Tem o direito de viver!

    Boa noite para ti amigo, António,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderEliminar