CAMINHADA DO PAI NATAL!

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

A JUSTIÇA PORTUGUESA NO SEU MELHOR...




Prisão por furtar 64,48 € em hipermercado

O Tribunal de Braga condenou a oito meses de cadeia um desempregado de 27 anos por furto de 14 desodorizantes e quatro embalagens de gel de banho, num hipermercado da cidade.
Isto só prova as desigualdades das sentenças em Portugal...Os crimes de roubos de milhões ficam impunes, ou prescrevem, é a justiça portuguesa no seu melhor.



 
Os crimes remontam a Dezembro de 2010. No dia 18, às 12h00, João, com longo cadastro por furtos e roubos, entrou no hipermercado, apoderando-se de 14 desodorizantes, que escondeu no casaco. Abandonou o espaço e acabou detido pela PSP no bairro do Picoto, em Braga, na posse dos artigos avaliados em 55,66 euros. Cinco dias depois, no mesmo híper, João escondeu nas calças quatro embalagens de gel de banho, no valor de 8,82 euros. Foi de novo apanhado.
No julgamento, apenas assumiu o primeiro roubo, negando ter voltado ao hipermercado. Devido ao seu historial de furtos, o tribunal decidiu condená-lo a quatro meses de cadeia por cada um dos roubos.

1 comentário:

  1. Catorze desodorizantes roubou
    E quatro embalagens de gel de banho
    O juiz a oito meses de prisão o condenou
    Roubo é roubo, mas castigo é medonho!

    Se tivesse roubado milhões
    Pela justiça seria louvado
    Não entrava nas prisões
    Nem tão pouco seria julgado!

    Grandes quantias
    Roubo não é considerado
    Quem tira finas fatias
    Logo é encarcerado!

    Boa noite para ti,
    amigo António
    um abraço
    Eduardo.


    ResponderEliminar