CAMINHADA DO PAI NATAL!

quinta-feira, 7 de junho de 2012

PASSOS COELHO=A SALAZAR!


D. Januário Torgal, bispo das Forças Armadas, comparou o primeiro-ministro Passos Coelho ao ditador António Oliveira Salazar.
(Foto: Daniel Rocha)
Em declarações à TSF, D. Januário declarou-se “profundamente chocado” com o agradecimento de Passos à paciência dos portugueses, numa intervenção na quarta-feira comemorativa do primeiro aniversário da vitória do PSD nas legislativas de 2011.

“Portugal não tem Governo neste momento, e vão certos senhores dar uma passeata um certo dia a fazer propaganda tipo União Nacional, de não saudosa memória, pelo país a dizer que somos os melhores do mundo”, acentuou o bispo. D. Januário Torgal continuou: “Ao fim, ainda aparece um senhor que, pelos vistos, ocupa as funções de primeiro-ministro, dizendo obrigado à profunda resignação de um povo tão dócil e amestrado que merecia estar num jardim zoológico”.

O bispo foi, ainda, mais explícito. Retomando os elogios do primeiro-ministro à paciência dos portugueses que, no entender de Passos Coelho, se deve a “uma sociedade que está apostada em vencer as dificuldades e em resgatar o futuro”, D. Januário referiu: “Parecia-me que estava a ouvir o discurso de certa pessoa há 50 anos atrás”. Já em declarações ao canal SIC Notícias, o prelado concretizou a comparação, referindo o nome de Oliveira Salazar. Concluindo, D. Januário Torgal Ferreira deixou outra mensagem: “Apetecia-me dizer assim, vamos todos para a rua, não para fazer tumultos, vamos fazer democracia”.

Não é a primeira vez que o bispo das Forças Armadas suscita celeuma. Há alguns anos, admitiu o preservativos em relações sexuais de risco. E, aquando de uma visita do primeiro-ministro Cavaco Silva a Macau e Pequim, sugeriu que o chefe do Governo devia defender os direitos humanos.

Frontal e polémico no que diz respeito a temas da doutrina moral e disciplinar da Igreja, D. Januário é tolerado apenas com condescendência por vários dos seus pares, que consideram as suas posições demasiado heterodoxas e olham de soslaio para a sua atitude crítica. O bispo utiliza a sua formação na área da Filosofia para argumentar e defender as suas posições.

2 comentários:

  1. Não estou nada de acordo com o senhor bispo. Antes de mais porque não estou nada de acordo com o modo como a coisa funciona. Aquilo é um autêntico feudo onde padrinhos e afilhados fazem o que querem e sobra-lhes tempo. E depois porque as Forças Armadas são um sorvedouro de dinheiro que nós não temos. O senhor bispo tem um ordenado a rasar os 3.000€ e já está a respingar com medo que lho cortem.
    Essa é que é essa!

    ResponderEliminar
  2. Não será bem assim,
    Mas para lá caminha
    Se o deixarem até ao fim
    Pouco falta ou nadinha!

    Ele está danadinho
    E vontade não lhes falta
    Está ficando pobrezinho
    Enquanto lixa a malta!

    Um bispo outro coelhinho
    Ambos com a barriga cheia
    Fazem mal ao Zé povinho
    Que trabalha e fica sem a ceia!

    Resto de bom feriado,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderEliminar