sábado, 21 de abril de 2018

CAMINHANDO SORRINDO...

 Nesta nossa caminhada da vida há duas coisas que não podemos nem devemos fazer: (Voltar para trás e desistir)!
Algumas vezes rindo para não chorar, mas sempre caminhando e olhando em frente, se alguma vez tropeçares com a rasteira que ela nos prega, levanta-te e ri, porque só sorrindo encontrarás o caminho da felicidade!
E lembra-te sempre que noutro lugar do mundo há um alguém a sofrer mais!
Por isso continua a tua caminhada SORRINDO.

quarta-feira, 18 de abril de 2018

NOTÍCIAS DE CAHORA BASSA...

Reposto fornecimento de energia da HCB

Reposto fornecimento de energia da HCB
 18 de Abril 08h22 - 34 Visitas
A Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB) informa já estar reposto o fornecimento de energia nas províncias de Manica, Sofala, Tete, Zambézia, Cabo Delgado e Niassa que ficaram desprovidas da corrente eléctrica, na sequência de uma avaria registada na central da Hidroeléctrica no Songo, em Tete.
A situação afectou igualmente a África do Sul e o Zimbabwe, países que recebem parte da energia eléctrica da HCB.
Em comunicado, a HCB diz que esta interrupção, que afectou a EDM, ESKOM E ZESA, foi originada por uma perturbação imprevista que ocorreu no processo de trabalho em curso, visando a modernização dos servidores do sistema de controlo dos Grupos Geradores da empresa, que está a ser desenvolvida com intervenção técnica do fabricante dos equipamentos, a empresa General Electric.

terça-feira, 10 de abril de 2018

PAI.....QUEM FOI SALAZAR?

 -Pai....quem foi Salazar?
 
-
 Foi um Senhor que pôs correntes ao povo português durante 40 anos.
       
- Ó Pai.... e o Mário Soares,quem foi?
       
-
 Esse, meu filho, foi o homem que tirou as correntes ao povo português.
       
- Ó Pai....e o que são as correntes?
       
-
 Era aquela coisa de ouro que o teu avô trazia e usava no colete para  segurar o relógio!......

segunda-feira, 9 de abril de 2018

CASCATAS DO RIO MOURÃO...


Novo artigo em Em busca do bilhar grande

Cascatas do Rio Mourão

por edtomsaint
Quem viu a novela da TVI "Jardins Proibidos", provavelmente já conhece este paraíso escondido. As cascatas do rio Mourão encontram-se na pequena localidade de Anços, concelho de Sintra e vale a pena visitar. Conta com alguns trilhos para os mais aventureiros e é um excelente sítio para um piquenique e relaxar.
Cascatas rio Mourão
Cascatas rio Mourão
Cascatas rio Mourão
Cascatas rio Mourão
Cascatas rio Mourão

terça-feira, 3 de abril de 2018

HDFF, O ÚNICO HOSPITAL DO PAÍS COM SALDO POSITIVO EM 2017, SAIBA PORQUÊ...

 

O Hospital Distrital da Figueira da Foz (HDFF) fechou as contas de 2017 com saldo positivo de 200 mil euros, sendo o único do país nesta situação face  ao ano anterior, segundo dados da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) publicados pelo “DN”.
“Os resultados do HDFF resultaram de um esforço conjunto de todos seus profissionais, na medida em contribuíram para a execução do contrato-programa de 2017, no qual se baseia cerca de 95 por cento do financiamento total deste hospital, ao mesmo tempo que houve a preocupação de uma gestão rigorosa, quer do lado da receita, quer do lado da despesa, traduzido pelo custo operacional de tratamento por doente-padrão, no qual o HDFF se apresenta na melhor posição do seu grupo”, declarou ao DIÁRIO AS BEIRAS o presidente do conselho de administração, José Albino Silva.
Ainda segundo as contas da ACSS, no entanto, o saldo positivo do HDFF desceu 77,8 por cento em relação a 2016, ano em que fechou as contas com 900 mil euros de saldo positivo.
O HDFF tem criado diversas parcerias com entidades públicas e privadas com benefícios para o serviço prestado aos utentes e para a gestão dos recursos. Na semana passada, por exemplo, assinou mais oito protocolos de articulação, ao abrigo do programa Hospitalização Domiciliária, com lares e residências geriátricas da Figueira da Foz.

                                                                     Isto foi o que a administração declarou ao Diário as Beiras, mas a realidade é outra!
Teve saldo positivo de 200 mil euros porque precisavam de pelo menos 3 cardiologistas e só têm 2, deram alta a um doente oncológico, com bloqueios de 1º grau, que sempre andou a ser seguido desde que teve arritmias, como não deram resposta teve que pagar 75€ numa consulta particular, esse mesmo doente tem problemas graves e crónicos respiratórios, a sua Pneumologista está de baixa há um ano, sem ser substituída, já lhe foram adiadas as consultas três vezes, nem com uma carta do médico de família entregue no hospital há três meses, dão solução, devem estar à espera que o doente morra! É assim que tratam os doentes do seu Hospital SR. Administrador, o Sr. se tivesse dito a verdade à comunicação social, sentiria vergonha destas e doutras situações.