domingo, 30 de setembro de 2018

VOLTEI SÓ PARA VOS FAZER UMA PERGUNTA...

QUE PAÍS É ESTE???

QUE PAÍS É ESTE?
Que país é este, que exige sacrifícios a quem trabalha ou trabalhou para sustentar quem nada de útil produz?
Que país é este que aceita estrangeiros de reputação duvidosa, a quem garante regalias e bem-estar, e aconselha os cidadãos nacionais mais valiosos a emigrar?
Que país é este que cria escolas fantoches, com cursos fantoches para enriquecer fantoches às custas de alunos feitos fantoches vítimas de políticas fantoches e endivida as famílias com a preparação técnico-científica dos seus filhos para no fim dos cursos encontrarem um mercado de trabalho compatível com o seu grau académico vazio?
Que país é este que fecha linhas da CP (Comboios de Portugal) abolindo comboios que tanta falta fazem no interior para fixação das populações e entrega o que sobra em fatias aos amigos, tornando os Transportes Públicos cada vez menos eficientes, obsoletos e caros, facultando assim a outros amigos a criação de empresas de transporte de passageiros e praticar os preços que muito bem (mal) entendem?
Que país é este que, a troco duns euros a repartir pelos compadres, “assassina” pescas, agricultura, siderurgia, estaleiros navais, Sorefame e todos os mais rentáveis meios de produção nacionais deixando, assim, as famílias indefesas entregues à mais vil miséria se não tiverem forças para se porem para lá das fronteiras em busca da sobrevivência?
Que país é este que paulatinamente tem vindo a ser sugado por uma horda de parasitas que, não contentes por não produzirem nada de útil, ainda se locupletam com o que de melhor tínhamos antes e pós-25 de Abril e, em golpes de inteligência asinina mas perigosa, criam bolsas de outros parasitas, sustentados por migalhas, é certo, mas que podem fazer da cama o seu modo de emprego e das tascas o seu meio social e de lazer?
Que país é este que dia após dia degrada o Ensino Público, o Serviço Nacional de Saúde, e a Segurança Interna para, em seu lugar, privilegiar um ensino privado para ricos subsidiado pelos pobres, a criação de clínicas privadas para ricos e desvio das forças de segurança de junto das populações para fazerem segurança privada a ladrões, vigaristas e corruptos?
Que país é este que garroteia carreiras profissionais, sonega direitos constitucionalmente consagrados, não paga horas extraordinárias impondo uma escravatura camuflada ou até já pouco disfarçada, “brinca” com as idades da reforma e concomitantemente com as pensões a atribuir a quem trabalhou décadas a fio e, como que numa provocação sádica, permite a bandos de patrioteiros sem préstimo que se refastelem à volta da mesa do Orçamento ao fim de doze anos de destruição nacional?
Que país é este que trava há anos seguidos qualquer aumento de vencimentos, paga ordenados miseráveis, rouba pensões de reforma, discute até ao cêntimo uma necessária subida de salário aos únicos que criam riqueza, e para deputados, ministros e “seus derivados”, inspectores, directores e afins, locutores e apresentadores de Tv’s, presidentes do Banco de Portugal e da Cx. Geral de Depósitos e tantos mais dotados de competências raras (…), tem sido um “mãos rotas”, sem necessidade de recurso a negociações demoradas para atribuição de suculentos e periódicos aumentos?
Que país é este que usa as forças policiais a desempenhar três funções distintas, sendo uma parte dessas forças (as melhor preparadas) destinadas ao serviço da guarda pessoal daqueles que não se sentem seguros por aquilo que andam a fazer (a esses e seus apêndices não falta segurança); outra parte é destacada para as estradas e outros locais onde haja grande carência de estacionamento automóvel cobrar impostos; os restantes, muito poucos, são para se mostrarem onde têm de passar, uma vez por dia…
Que país é este que obriga o povo a pagar bancos falidos por má gestão ou roubo e não expropria os bens dos responsáveis nem prende os ladrões?
Que país é este que envia os seus jovens para as guerras defender interesses não nacionais e depois abandona os sobreviventes à sua sorte, estropiados ou não?
Que país é este que está farto de ser enganado, explorado e humilhado, sabe e discute pelos cantos ou em praça pública a situação e aponta culpados, mas… na hora do ajuste de contas, um copo de vinho, uma palmada nas costas deixa tudo na mesma, por conta dos mesmos…
Ora se tudo isto acontece é porque não é um país. É um território ocupado por um bando de salteadores à espera de ser libertado. Portugal quer voltar a ser um pais digno, governado por gente com dignidade; quer voltar a ter professores, enfermeiros, polícias, militares, funcionários públicos e toda a massa operária a desempenhar as suas funções com a certeza de que estão a ajudar a construir um país para si e para os seus descendentes, que se dediquem ao trabalho com orgulho, alegria e amor pátrio, e cientes de que não andam a trabalhar arduamente só para cevar porcos de estimação...

Heróis do mal,
Pobre povo
Nação doente e imoral,
Levantai, hoje de novo
E lutai contra tanto chacal…
Nunca percas a memória…
Ó povo, e erguei a voz
Se quereis chegar a avós
E alcançar a vitória!

Às armas, às armas!!!
Seja em terra, no mar ou no ar.
Às armas, às armas!!!
Sobre os gatunos disparar, disparar…

terça-feira, 1 de maio de 2018

CANSADOS CHEGAMOS AO FIM DESTA CAMINHADA...

OLÁ COMPANHEIROS!
 
Desde 1 de maio de 2012 que caminhamos juntos pelo litoral Oeste, faz hoje 6 anos!
Tantas foram as nossas caminhadas pelo pinhal que o Rei D. Dinis mandou plantar em Leiria com tanto carinho, foram tantos os pique-niques que organizámos e as tardes de lazer sentados à beira dos pequenos ribeiros onde a água límpida corria em direcção ao mar e aquele cheirinho a pinho verde que nos enchia a alma de amor pela Natureza, tudo isto foi destruído em poucas horas em 2017 pelas mãos de assassinos incendiários deixando os seus cofres recheados de euros, cinzas pelo chão e vidas destruídas, sem nada lhes acontecer, mostrando mais uma vez que o crime compensa! Sabemos que nos ribeiros que ainda restam, os poluidores continuam a despejar a lama poluente e mal cheirosa como se nada estivesse a acontecer, mas o nosso povo é pacífico e continua a acreditar na justiça que não funciona!
Só nos resta, de mãos dadas e em silêncio pisando as cinzas da desgraça caminharmos em direcção à praia e estendidos sobre o OSSO DA BALEIA, (que deu à costa por tantos plásticos ter engolido), pedirmos para que os homens se entendam e façam os possíveis para que voltemos ao nosso jardim à beira-mar plantado e não queimado.

sábado, 21 de abril de 2018

CAMINHANDO SORRINDO...

 Nesta nossa caminhada da vida há duas coisas que não podemos nem devemos fazer: (Voltar para trás e desistir)!
Algumas vezes rindo para não chorar, mas sempre caminhando e olhando em frente, se alguma vez tropeçares com a rasteira que ela nos prega, levanta-te e ri, porque só sorrindo encontrarás o caminho da felicidade!
E lembra-te sempre que noutro lugar do mundo há um alguém a sofrer mais!
Por isso continua a tua caminhada SORRINDO.

quarta-feira, 18 de abril de 2018

NOTÍCIAS DE CAHORA BASSA...

Reposto fornecimento de energia da HCB

Reposto fornecimento de energia da HCB
 18 de Abril 08h22 - 34 Visitas
A Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB) informa já estar reposto o fornecimento de energia nas províncias de Manica, Sofala, Tete, Zambézia, Cabo Delgado e Niassa que ficaram desprovidas da corrente eléctrica, na sequência de uma avaria registada na central da Hidroeléctrica no Songo, em Tete.
A situação afectou igualmente a África do Sul e o Zimbabwe, países que recebem parte da energia eléctrica da HCB.
Em comunicado, a HCB diz que esta interrupção, que afectou a EDM, ESKOM E ZESA, foi originada por uma perturbação imprevista que ocorreu no processo de trabalho em curso, visando a modernização dos servidores do sistema de controlo dos Grupos Geradores da empresa, que está a ser desenvolvida com intervenção técnica do fabricante dos equipamentos, a empresa General Electric.

terça-feira, 10 de abril de 2018

PAI.....QUEM FOI SALAZAR?

 -Pai....quem foi Salazar?
 
-
 Foi um Senhor que pôs correntes ao povo português durante 40 anos.
       
- Ó Pai.... e o Mário Soares,quem foi?
       
-
 Esse, meu filho, foi o homem que tirou as correntes ao povo português.
       
- Ó Pai....e o que são as correntes?
       
-
 Era aquela coisa de ouro que o teu avô trazia e usava no colete para  segurar o relógio!......

segunda-feira, 9 de abril de 2018

CASCATAS DO RIO MOURÃO...


Novo artigo em Em busca do bilhar grande

Cascatas do Rio Mourão

por edtomsaint
Quem viu a novela da TVI "Jardins Proibidos", provavelmente já conhece este paraíso escondido. As cascatas do rio Mourão encontram-se na pequena localidade de Anços, concelho de Sintra e vale a pena visitar. Conta com alguns trilhos para os mais aventureiros e é um excelente sítio para um piquenique e relaxar.
Cascatas rio Mourão
Cascatas rio Mourão
Cascatas rio Mourão
Cascatas rio Mourão
Cascatas rio Mourão